O polêmico uso de chapinha e escova durante a transição capilar

escova e chapinha

Oiiiii, pessoal! Tudo bem com vocês?

O post de hoje é sobre um assunto que envolve muita polêmica. Se você está em transição capilar e participa de grupos sobre o assunto nas redes sociais, já deve ter visto alguma discussão sobre o uso de escova e chapinha durante a transição.

Ninguém quer ficar com o cabelo com duas texturas, mas é isso que acontece quando se está em transição. Para diminuir as diferenças, existem dois caminhos: alisar a parte cacheada com escova ou chapinha, ou enrolar a parte lisa através de texturizações.

O problema é que muitas meninas acham que se queremos assumir os cachos, devemos abandonar de vez esses itens. Como se quem usa essas técnicas estivesse fazendo uma autonegação.

Eu vejo com outros olhos. Para mim, todo mundo tem o direito de querer mudar de vez em quando. Sabe a história de entrar na transição para ser livre e não para entrar em uma ditadura dos cachos? Pois é.

Só que as fontes de calor realmente fazem mal ao cabelo. Passar a transição toda tentando alisar a parte cacheada com escova ou chapinha, ou tentando enrolar a parte alisada com babyliss vão deixar seu cabelo frágil, com pontas duplas, sem brilho e áspero.

Se você sabe disso e quer fazer, então faça. Não deixe que os outros te digam o que você pode ou não fazer. Seja você mesmo o único responsável pelas suas ações.

Mas lembre-se que não adianta passar a transição inteira usando essas fontes de calor e esperar que, ao final, seu cabelo esteja maravilhoso e saudável. Isso não vai acontecer.

Também não existe uma quantidade X de vezes que vai danificar ou não seus fios. Cada cabelo é de um jeito e reage diferente.

Se você está decidida em passar a transição com uma dessas técnicas, lembre-se de usar sempre um bom protetor térmico. Eles vão ajudar a minimizar os danos. E faça o cronograma capilar.

Como eu não sou especialista, vou deixar aqui a observação de uma das cabeleireiras mais admiradas pelas cacheadas, a Lorraine Massey. Se você não sabe de quem eu estou falando, acesse esse post. Os trechos pertencem ao livro ‘O Manual da Garota Cacheada – O Método Curly Girl’.

“Não existe isso de só uma alisadinha…

…Muitas cacheadas pensam que não há problemas em usar secador e chapinha para alisar o cabelo de vez em quando, mas não é bem assim. Alisar os cachos ocasionalmente é como fumar um cigarrinho de vez em quando: você ficaria surpresa com o estrago que pode ser feito em apenas uma vez! Leva tempo até os cachos ganharem forma e ficarem como realmente são e basta uma “fritadinha” ou alisadinha para colocar tudo a perder. Ao longo do tempo e com o tratamento adequado, os cachos ganham forma, ficam mais longos e o frizz desaparece. Você está no piloto automático, a caminho dos cachos, e não quer perder o rumo!”

Lorraine repete a afirmação mais de uma vez ao longo do livro. Mas acho válido colocar outro trecho só para finalizar:

“Lembre-se que alisar os cachos é temporário, dura apenas até a próxima chuveirada ou chuva, mas amar seus cachos e viver com eles é para sempre! Além disso, essas novas raízes são saudáveis, livres de produtos químicos e representam o seu final feliz, portanto, cuide bem delas. Cultivar os cachos é o melhor que você pode fazer, porque logo você terá um cabelo lindo e saudável sem muito esforço.”

Beijosss

Etiquetas:, , , , , , , , , ,

Posts relacionados

por
Post anterior Próximo post

Comentários

    • denise
    • 06/08/2017
    Responder

    Prancho meu cabelo uma vez por semana ,geralmente no domingo ir fico com ela no cabelo uma semana , na hora de dormir faço joaozinho ,quando chega na sexta ,depois que chego da escola eu faço uma nutrição ir hidratação ;ir fico com o cabelo natural ,ai no domingo lavo hidrato com minhas hidratações caseiras ir prancho de novo…
    sera que se eu continuar assim,no final da minha transição meus cachos vai ter sido muito prejudicado,ir se por algum acaso a resposta for sim,tem como recuperar-los ?

    1. Responder

      Oiii, Denise. Tudo bem?

      Então, como eu falo no post, mesmo a gente achando que não, o uso contínuo de chapinha pode trazer danos sim. Claro, cada cabelo reage de um jeito, alguns vão sofrer mais ou menos que outros. Por isso, não posso te dar 100% de certeza de que irá ou não prejudicar muito seus cachos.
      Se eles estiverem danificados, o melhor é que você siga o cronograma capilar por um tempo.
      Beijosss

    • Daiane dalbem
    • 04/03/2017
    Responder

    Boa noite, estou a 5 meses sem química estou sofrendo muito estou me achando feia ,mais resolvi fazer 1 vez por semana a escova me sinto melhor .DAIANE

    1. Responder

      Oiii, Daiane
      O importante é você se sentir bem, a transição é difícil mesmo, mas vai passar. Logo logo você estará cacheadíssima.
      Beijosss

  1. Responder

    Olá, estou na transição e vai fazer 4 meses..Mais continuou fazendo escova e chapinha durante uma vez por semana.
    Porém ainda não vejo resultado, à raiz está um pouco cacheada!! Será que devo parar à escova? Ou começar a transição novamente?

    1. Responder

      Oiii, Kiara. Tudo bem?
      Então, algumas meninas passam a transição toda fazendo escova e chapinha, mas depois que cachear tudo é como se você precisasse passar por outra transição, porque pode danificar demais seus fios. Eu acho que a gente tem que fazer o que é melhor para gente, independente do que dizem. Se você conseguir parar com a escova, seu cabelo ficará mais saudável e os novos fios cacheados agradecem. Mas se o único jeito de você continuar em transição for fazendo escova 1x por semana, então ok. Você só precisa saber que no fim da transição, seu cabelo não estará tão saudável quanto se você parar.
      Que tal texturizar os fios ou investir em penteados? Não vai agredir seu cabelo e vai fazer você se reconhecer cacheada novamente. Eu passei a transição toda assim.
      Espero ter ajudado.
      Beijosss

  2. Caí aqui quase que de paraquedas rsrsrs. Discordo em partes. É verdade que escovar e pranchar danifica bastante, mas eu tive a experiência de fazer tudo com descoloração e mantive a saúde com cronograma regular. Então é possível manter uma boa(não perfeita) estrutura nos fios mesmo agredindo com alguma frequência, nada se compara com química. Faz muita diferença saber a forma certa de escovar usar prancha o mínimo possível. Estou em transição e não me sinto nada a vontade com duas texturas e me sinto horrível com o cabelo curto e enrolado; já fiz 2 BCs e falhei na transição por causa disso além de várias tentativas fracassadas de ficar firme na transição. Não dava, é coisa pessoal e algumas pessoas chegaram a me desrespeitar em um grupo do face porque desisti, nesse mesmo lugar que fui hostilizada uma moça deu seu exemplo de sucesso e resolvi apostar. Pra quem teve tantos escorregões, mais um não é nada. Hj estou conseguindo deixar crescer e obtive sucesso exatamente porque escovo e prancho. Não parei com o cronograma e sem as químicas o meu cabelo cacheado ta um brilho e força que só vendo/tocando. Estou me amando e pretendo cotar apenas quando a parte cacheada estiver na altura do sutiã. Quando estiver um pouco maior começarei a texturizar, quando passar a fase de texturização os cachos vão retomando sua forma original, foi assim que a moça me sugeriu(deu certo pra ela, pode não da pra mim, mas tentarei). Enfim, é assim que estou fazendo e está dando certo pra mim Desculpe o tom de desabado. Beijos e paz. o/

    1. Responder

      Oiii, Ângela. Imagina, não tem o que se desculpar. Sempre bom ouvir/ler opiniões diferentes sobre o assunto. No meu caso, mesmo quando alisava e tentava usar chapinha ou escovar, os danos ficavam nítidos rapidamente. E fiz o post com base não só na minha experiência, mas de diversas meninas e no que a especialista (Lorraine Massey) fala sobre o assunto. Mas eu realmente acho que se para algumas pessoas essa é a única opção, então é melhor do que usar químicas, que são muito mais agressivas.
      De todo jeito, fico feliz em saber que está funcionando para você e espero que dessa vez você consiga finalizar o processo e ter seus cachos de volta.
      Obrigada pelo relato <3
      Beijosss

    • Rebeca
    • 03/08/2016
    Responder

    “Sabe a história de entrar na transição para ser livre e não para entrar em uma ditadura dos cachos? Pois é.”
    Me define!! Já tive várias discussões com amigas por esse motivo! Sei das consequências e POR ENQUANTO não abro mão 1x por semana! (Pelo menos o fim de semana)

    1. Responder

      Está certíssima, Rebeca. Faça sempre o que você achar melhor para você, o melhor de tudo é termos liberdade para decidir.

Envie seu comentário

5 shares

Sobre mim

Oiii, pessoal. Tudo bem com vocês?

Oiii, pessoal. Tudo bem com vocês?

Sou Jornalista, tenho 27 anos e estou em transição capilar. Por aqui, você encontra tudo sobre o universo da Transição Capilar e das Cacheadas.
Oiii, pessoal. Tudo bem com vocês?