Sobre

diario texturização 2 papel higienico




Oiiiii, pessoal!

Meu nome é Caroline Souza, tenho 27 anos, sou jornalista e fundadora desse blog.

Nasci e me criei em São Vicente, cidade do litoral de São Paulo. Por um ano e meio vivi nas cidades históricas de Ouro Preto e Mariana, mas logo voltei para o meu aconchego.

Estar sempre atualizada e descobrindo coisas novas é minha paixão, não à toa escolhi o jornalismo como profissão. Amo ler e escrever. Sou viciada em filmes e séries. Fico toda boba perto de crianças (um sorriso delas anima completamente o meu dia). Estou noiva e espero em breve subir ao altar e dizer o tão sonhado SIM!

Quando pequena eu não gostava do meu cabelo. O problema não eram os cachos, eram os meus cachos. Achava que tinha sido escolhida a dedo para ter um cabelo feio. Mas não fazia nenhum esforço para cuidar dele, muito pelo contrário, fazia tudo de errado que vocês possam imaginar. E assim, não há cachos que resistam, não é mesmo?

Sem saber lidar com o meu cabelo, achava que qualquer problema que eu tinha era por culpa dele e acabei alisando-o. Foram oito anos de químicas, com relaxamento, formol e ácidos.

Em dezembro de 2014, fiz minha última química. Saí do salão como sempre, feliz com o resultado e prometendo que em breve voltaria para ‘ficar bonita’ novamente. Não sabia que não voltaria e, se naquela época, alguém me dissesse para eu parar, com certeza a resposta seria: não. Seis meses depois, quando a raiz começou a aparecer, decidi que queria meu cabelo cacheado de volta.

Em um primeiro momento, todos os cabeleireiros que procurei pareciam não entender a minha decisão e me indicaram algum processo químico. Conhecia muitas meninas que alisavam os cabelos, mas só uma que havia deixado as químicas. Foi para ela que eu pedi ajuda sobre o que fazer e que me orientou que a única saída era um combo de cuidados + tesoura!

A primeira coisa que pesquisei na internet foi ‘como largar as químicas’. Não sabia que existia o termo ‘transição capilar’. Como uma boa jornalista, comecei a procurar exaustivamente sobre o assunto. Achei muita coisa boa, mas vi que a maioria das pessoas que escrevem a respeito já passaram por isso há algum tempo e, hoje, já terminaram o processo, ou estão na reta final. Por outro lado, vi diversos comentários de meninas que estão passando pela transição nesse momento e têm muitas dúvidas. Foi aí que surgiu a ideia de criar esse blog.

Aqui nós vamos conversar sobre transição capilar e cabelos cacheados.

Se você está se perguntando:

  • Posso ter meu cabelo cacheado de volta?
  • Eu consigo viver sem alisamentos e chapinha?
  • Como lido com o meu emocional ao ver meu cabelo com duas texturas?
  • Como cuido do meu cabelo cacheado?

… Então esse blog foi feito sob medida para você!

No blog, você encontra dicas sobre transição capilar, mas não só cuidados com os cabelos e sim tudo que envolve esse processo, como autoestima e críticas. Além disso, tem muita informação para quem tem os cabelos cacheados! Transição não é uma modinha passageira, até porque é um processo demorado, no qual você fica com duas texturas diferentes de cabelo. Como poderia ser moda? Somos nós, percebendo que nosso cabelo natural também é lindo e dando uma chance para ele aparecer em nossas vidas.

Se você quer saber mais sobre a história do meu cabelo, acesse esse post que eu conto tudo em detalhes.

Sobre mim

Oiii, pessoal. Tudo bem com vocês?

Oiii, pessoal. Tudo bem com vocês?

Sou Jornalista, tenho 27 anos e estou em transição capilar. Por aqui, você encontra tudo sobre o universo da Transição Capilar e das Cacheadas.
Oiii, pessoal. Tudo bem com vocês?